Ando por aí, por esse mundo imenso, de folha em folha...
Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

Não resisti a enviar o meu protesto, pelo link das sugestões. É inaceitável e inadmissível.

 

 

Em   http://www.eurocid.pt/pls/wsd/wsdwcot0.detalhe?p_cot_id=4555&p_est_id=10160#pais  
vi  as Receitas culinárias dos países da União Europeia

Vejam a pobreza que apresenta Portugal... Que tristeza e que vergonha!  Se há coisa boa de que Portugal se orgulhe é da sua gastronomia.

 

 

NOTAS: recebi duas respostas à minha reclamação, mas nenhuma delas com "substrato"...

 

1ª - 2009/6/18 Carlos Medeiros <carlos.medeiros@ciejd.pt>

Cara Dª Mª Taveira,
 
compreendo bem a sua questão. A nossa gastronomia não só é motivo de orgulho como a nossa dieta mediterrânica é uma das melhores do mundo. Mas a gastronomia portuguesa tem muitos sítios de referência que aprofundam o tema de uma forma muito melhor do que nós o poderíamos fazer. A nossa preocupação foi mais a de traduzir e mostrar em língua portuguesa o que os outros Estados Membros e candidatos fazem nessa vertente tão saborosa como cultural. Mas a minha colega quando vier de férias na próxima 2ª feira completa esta resposta. Não quisemos foi deixar de lhe responder desde já.
Cumprimentos,
Carlos Medeiros

 

2ª -  2009/6/22 Idalina Figueira <idalina.figueira@ciejd.pt>

 

Cara utilizadora,

 

Muito obrigada por consultar o nosso portal e por nos ter enviado a sua sugestão/reparo.

 

Li o seu comentário e também a resposta que lhe foi enviada pelo coordenador do Departamento de Informação, Dr. Carlos Medeiros, uma vez que não me foi possível responder pessoalmente porque me encontrava de férias.

 

Parte da explicação para a ausência de receitas tradicionais e festivas nacionais já foi dada no anterior e-mail. No entanto, queria acrescentar que o conteúdo desta secção é   o reflexo de dois projectos do Centro de Informação Europeia Jacques Delors: o livro “O   Natal na Europa” e o evento “O Natal na Europa - com o Gil, ligamos mundos”.

 

Assim, todas as receitas disponibilizadas na secção Gastronomia Europeia do Canal Cidadania foram cedidas pelas entidades envolvidas nestes projectos, umas mais participativas que outras, e por isso a existência de um número de receitas diferente em relação a cada um dos países da UE.

 

Esperamos, num futuro próximo poder enriquecer esta secção não só com receitas portuguesas (vamos insistir mais uma vez com as entidades nacionais para que nos forneçam essas receitas), como também algumas outras que, tendo-nos sido enviadas,   estão na língua original dos países o que requer uma tradução um pouco mais difícil de obter.

 

Como compreenderá, o nosso posicionamento oficial não nos permite (pois queremos garantir uma informação fidedigna) colocar receitas que não sejam “certificadas” por quem de direito como representativas do país ou região a que pertencem, por isso este nosso cuidado na sua colocação.

 

Mais uma vez agradeço a consulta que fez ao portal Eurocid e espero que continue a enviar as suas sugestões e a fazer parte do conjunto de pessoas interessadas em assuntos europeus.

 

Cumprimentos

______________________________

 

OBS: tive que responder... Fico amarela se ficar quieta...

 

Dra. Idalina Figueira,

Unidade de Informação e Comunicação 
Centro de Informação Europeia Jacques Delors
DGAE / Ministério dos Negócios Estrangeiros
Palacete do Relógio | Cais do Sodré | 1200-450 Lisboa


Penso que compreenderá que os fundamentos da sua resposta me possam parecer sem "substrato". Quem não tem cão, caça com gato, é um ditado popular tão antigo...

Se essas entidades certificadas que refere não disponibilizam a tempo e horas material que se aproveite (e não há outras entidades certificadas? Escolas hoteleiras p.e.? Autores consagrados na nossa gastronomia? Copiar de livros seleccionados uma dúzia de receitas?), então sugiro que eliminem Portugal da listagem - pura e simplesmente.

É melhor a ausência (que pode ter vários motivos...) do que a paupérrima e triste presença. Ainda ontem, na RTP1, no programa da Fátima Campos Ferreira sobre Turismo e realizado nas minas de sal gema do Algarve, tanto se falou e apelou à fabulosa gastronomia portuguesa como cartão de visita... 

Mas tudo isto se resume à opinião de uma cidadã que por acaso consultou o site http://www.eurocid.pt/pls/wsd/wsdwcot0.detalhe_area?p_cot_id=2478&p_est_id=6332 e ficou seriamente indignada como portuguesa.

Cumprimentos,
Maria Taveira

 

 
publicado por mariadoscaracois às 16:16
sinto-me: indignada

Tem todo o direito ao seu protesto mas deveria pensar duas vezes antes de fazer determinados comentários: a instituição responsável pelo site referido tem que cingir-se às informações fornecidas pelas entidades competentes além de que, OBVIAMENTE, não se pode simplesmente copiar aquilo que vem escrito em livros de culinária porque existe uma coisa chamada direitos de autor. Não fique portanto chocada, deverá até visitar agora o referido site para ver como, atempadamente e recorrendo a entidades oficiais, foi possível obter muitas mais receitas portuguesas que fazem jus à nossa grande riqueza gastronómica.
Sofia a 20 de Fevereiro de 2010 às 19:51



mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
19
20

21
23
25
27

28
30


Últ. comentários
Olá:Há poucos anos atrás encontrei um pardalinho, ...
http://reflexoes-masculinas.blogspot.com.br/2011/1...
The man is a Piece of Shit! How he ever became a ...
nos achamos um pardal telhado e nao sabemos o que ...
Uma carta escrita por uma mulher extremamente inte...
Quando assistia a reportagem da Estela no JO eu ja...
Bom dia:Gabriel, diga-me por favor, quantas doença...
Tem todo o direito ao seu protesto mas deveria pen...
Olá, sou brasileiro e estou no intuito apenas de c...
Obrigado por nos deixar deliciar a viagem e os chi...
arquivos