Ando por aí, por esse mundo imenso, de folha em folha...
Sexta-feira, 05 de Junho de 2009

 

 

Partilhando da profunda dor da Família Imperial pelo desaparecimento de
S.A.I.R. o Príncipe D. Pedro Luiz, trineto de D. Isabel I a Redentora, 
no vôo AF-447, da companhia AIR FRANCE, em 31  de maio de 2009,
enviamos abaixo o release 
com os dados biográficos que nos tem sido pedidos.

 

Deus tenha piedade do mundo inteiro,
de luto por mais uma tragédia aérea envolvendo centenas de famílias de dezenas de povos.

Pesarosamente,
Os Conselheiros do IDII.

 

 ***

 Dom Pedro Luiz Maria José Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orleans e Bragança e Ligne, Príncipe do Brasil, Príncipe de Orleans-e-Bragança, nascido em 12 de janeiro de 1983, no Rio de Janeiro, é um dos desaparecidos do voo Rio-Paris que saiu do Aeroporto Internacional Tom Jobim, às 19h do dia 31 de maio de  2009.

 

Primogênito do Príncipe D. Antonio João (*1950) e da Princesa Christine de Ligne (*1955), D. Pedro Luiz tem três irmãos: D. Rafael Antonio (*1986), D. Amélia (*1984) e D. Maria Gabriela Fernanda(*1989).

 

Seu pai é o irmão e herdeiro dinástico do atual Chefe da Casa Imperial do Brasil, D. Luiz (*1938), bisneto e sucessor da Redentora. Sua mãe é a quarta filha de Antoine de Ligne et Noailles (*1925 †2005), 13º Príncipe de Ligne, na Bélgica, e de Alix de Bourbon-et-Nassau-Weilbourg (*1929), Princesa de Luxemburgo, de Nassau e de Parma. A Casa de Ligne, que remonta ao séc. XII, é a dinastia histórica mais importante da Bélgica, estando abaixo apenas da Casa Real, que é um ramo da dinastia germânica Sachsen-Coburg-und-Gotha.

 

D. Pedro Luiz foi batizado na Igreja da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, em 19 de fevereiro de 1983, pelo Mons. Narbal Costa Stencel, sendo padrinhos seu tio materno, o então Príncipe hereditário Michel de Ligne (*1951), hoje 14º Príncipe de Ligne e do Sacro Império, Príncipe de Amblise e de Épinoy etc. — representado no ato pelo Prof. Otto de Alencar de Sá Pereira — e sua tia paterna, a Princesa D. Maria Thereza do Brasil(*1959), atual Senhora Johannes Hessel de Jong, que também foi representada na ocasião pela irmã gêmea, Princesa D. Maria Gabriela (*1959), a artista plásticaLelli de Orleans e Bragança.

 

Com meses de vida, cumpriu seu primeiro compromisso solene em uma reunião de chefes monarquistas na residência do Prof. Francisco Camões de Menezes (vice-decano do IDII), no bairro da Tijuca. Mudou-se pequenino para Petrópolis, onde seus pais adquiriram uma casa no bairro do Morin.

 

Fez seus estudos primários no Instituto Social São José — de uma congregação de freiras de origem francesa —, em Petrópolis. Depois, cursou o ensino médio no Colégio Ipiranga, na mesma cidade.

 

Graduou-se em Administração de Empresas pelo IBMEC do Rio de Janeiro, entre 2001 e 2005, tempo em que residiu com sua avó paterna, D. Maria da Baviera (Princesa Mãe do Brasil) e sua tia D. Isabel, no bairro da Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio de Janeiro. Cursou a pós-graduação em Finanças e Mercado de Capitais, na EPGE da Fundação Getúlio Vargas, de 2005 a 2006.

 

D. Pedro Luiz falava fluentemente português, francês e inglês e praticava golfe, tênis e futebol. Nesta matéria, era torcedor aguerrido do clube Fluminense.

 

Trabalhou no Banco Mariani, no Rio de Janeiro, antes de empregar-se num banco de investimentos da Cidade de Luxembourg, capital de Luxemburgo, em fins de 2007. Luxemburgo é uma monarquia centroeuropeia onde reina seu tio, Henri I (*1955), primo-irmão de D. Christine de Ligne.

 

 

O Instituto D. Isabel prepara uma fotobiografia do Príncipe e um Livro de Condolências à Família Imperial (on-line), a constar da página oficial www.idisabel.org.br.

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 25 de Junho de 2009 recebi um mail do Brasil dizendo o seguinte:

Assistimos na última sexta-feira, na Catedral da Boa Viagem, em BH, a missa por alma de D. Pedro Luiz de Orleans e Bragança e demais vítimas do vôo 447 da Air Farnce, do dia 31 de maio. Foi uma solenidade maravilhosa, com a catedral, bem decorada, repleta de fiéis, bandeira do Império exposta, a missa transmitida pela Rádio América, enfim, ato dos mais comoventes.
Em atos como esse percebe-se como é simpático ao público a lembrança de que o Brasil tem uma respeitadíssima Família Real, honrada e incólume nos seus atos e costumes ao longo dos anos, desde o degredo de D. Pedro II. As manifestações de pesar, solidariedade e admiração que nós, coordenadores do evento, recebemos dentro do templo, do público presente, homens e mulheres de diferentes classes sociais, convenceram-nos ainda mais, a continuar nossa campanha pró-monarquia parlamentarista no regime político brasileiro e com o voto distrital para tornar a candidatura ao Parlamento accessível a todo brasileiro, sem necessidade de se corromper para angariar recursos de sustentação da campanha.
Não há quem não se assuste com um acidente aéreo. De imediato, quem pode adia a viagem até que o tempo abrande os efeitos psicológicos do impacto. O vídeo em anexo, muito bem feito, é uma ajuda no sentido de permitir avisualização da frequência diária de vôos com pelo menos 250 passageiros a bordo, no mundo. Vejam como a frequência se altera na medida em que as horas passam e a noite entra.
Bom proveito e até breve!
 
PS: pena não poder colocar neste posi o video referido.
publicado por mariadoscaracois às 15:05
sinto-me:
tags:


mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
19
20

21
23
25
27

28
30


Últ. comentários
Olá:Há poucos anos atrás encontrei um pardalinho, ...
http://reflexoes-masculinas.blogspot.com.br/2011/1...
The man is a Piece of Shit! How he ever became a ...
nos achamos um pardal telhado e nao sabemos o que ...
Uma carta escrita por uma mulher extremamente inte...
Quando assistia a reportagem da Estela no JO eu ja...
Bom dia:Gabriel, diga-me por favor, quantas doença...
Tem todo o direito ao seu protesto mas deveria pen...
Olá, sou brasileiro e estou no intuito apenas de c...
Obrigado por nos deixar deliciar a viagem e os chi...
arquivos