Ando por aí, por esse mundo imenso, de folha em folha...
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Livro sobre José Sócrates publicado fora de Portugal

Para memória futura

 

Publicado por helenafmatos, em 3 Setembro, 2009

 

 

«Por ser importante, revelo abaixo a saga da publicação de mais um livro proibido e a necessidade de recurso à publicação nos EUA (na Lulu.com) para vencer os bloqueios da publicação em Portugal.

 

Comunicado ao grupo editorial Leya o meu propósito de edição do livro, recebi no próprio dia a manifestação do interesse na publicação. Apresentei o conjunto de posts que compõem a II Parte do livro e o interesse da editora manteve-se – e cresceu quando depois entreguei a I Parte (a Introdução) na qual contava o contexto da pesquisa e as vicissitudes do afrontamento do poder quase-ditatorial do Governo. Paralelamente, trabalhei ao longo de meses no desenvolvimento do livro, e investigando os novos factos. Até que, em 27 de Fevereiro de 2009, entreguei à Leya uma versão preliminar da III

 

Parte (a Conclusão) do livro, com a descrição de alguns factos novos e a interpretação de documentos inéditos. A insistência constante da editora para que eu terminasse o livro foi substituída por um silêncio absoluto: nem mais um pio. Nunca mais se atendeu o telefone, nem se respondeu aos mails, nem às mensagens. Nem, estranhamente, sequer se correspondeu ao pedido legítimo e formal de devolução do material entregue. Nada. Contactei outras editoras, mas também não tive êxito na edição do livro. Uma delas – aparentemente insuspeita… – nem sequer respondeu ao mail que lhe enviei. E outra também recusou. Finalmente, já no final de Julho de 2009, uma editora mostrou-se interessada, oferecendo-me a possibilidade de colocar o livro para download pago e eu fazer o co-financiamento da edição impressa (co-financiamento que se destinava a prevenir o risco do bloqueio da distribuição e venda em prazo útil). Alguém, do meio, explicou-me depois a dificuldade e receio de, no Portugal socratino, uma distribuidora fornecer, e as cadeias de livrarias e superfícies comerciais exporem e porem à venda, um livro intitulado… “O Dossiê Sócrates”…

 

Frustrada a tentativa de edição tradicional em tempo útil, sem meios para o co-financiamento da edição impressa, sem interesse numa versão digital paga, e sem a difusão natural e distribuição corrente nos pontos de venda, decidi contornar o obstáculo da edição, distribuição, exposição e venda, com a publicação integral gratuita do livro em linha e a possibilidade de compra para os leitores que queiram ler e ter o livro impresso.

 

 

 

O valor de compra do livro impresso cobre apenas o custo da edição, e com os portes, não é superior ao preço de edições similares no mercado. Escolhi propositadamente um tamanho de papel mais longo, o qual permite um custo baixo (14,95 euros + 6,08 euros de portes = 21,03 euros). Podia cobrar também pela edição digital; porém como o meu objectivo não é económico, mas político, o livro fica disponível para o download gratuito dos leitores. As duas modalidades estão disponíveis na Lulu.com.

 

 

 

 

Creio que a alternativa que escolhi responde à máxima difusão possível e conveniência dos leitores.»

 

(In Blasfémias)

publicado por mariadoscaracois às 13:46
sinto-me: indignada
tags:

Beatriz
comentou este post no facebook
" um povinho....é ler D.:joão II e ir para o mar pq.não fizemos senão o que podiamos fazer ...e as nossas andorinhas e outros passaros ,ainda vão e voltam dos faraós???que submundo será este que nos governa e deixamos? merecemos...viste as sondagens??"
mariadoscaracois a 25 de Setembro de 2009 às 12:17

Vi, claro que vi... Não percebo (devo ser burra, só pode) como é que oiço todo o mundo a queixar-se e a desejar que o dito Sócrates vá desta pr'a melhor e agora pretende votar nele...


Deve ter havido um vírus que alterou a mioleira de muita gente... E todos preocupados com a gripeA... Esta é a gripeS e vai efectivamente matar-nos a todos... (e eu sou daquelas insuspeitas que vota nulo, não pertenço a qq partido, penso pela minha cabeça... (não acredito em qq um destes craques dos tachos politiqueiros..)
mariadoscaracois a 25 de Setembro de 2009 às 12:20

Irritada , enjoada, mas nada surpreendida.Espero que daqui a poucas horas estejamos livres , semi-livres deste individuo sem carácter e da sua pandilha.
Sei que os anos pesam . pesam a qualquer um de nós, mas por que os homens mencionados por António Barreto não puxam dos galões , reunem forças e dizem «presente»?!
Daquipara a frente : primeiros minsitros em fuga, em ....em ...
Fui desde que nasci de esquerda(sou canhota), de família reublicana, rogressista, vcresci roeada de livros «proibidos« sou democrata e desde 1999 bloquista. Feminista sem ser fundamentalista, ACREDITO na MFLeite em contraponto ao sinistro S.Inteligente é , desengraçada também, em tudo contraria o modelo star da sociedade consumista. mãe e avó, não vou votar no partido em que millita , mas acredito que possa vir a ser a Primeira Ministro que precisamos.Oxalá. Inteligente, ferrenha no trabalho, só não sei se é boa cozinheira!l

Estou a 2 minutos de saber os resultados...
mariadoscaracois a 27 de Setembro de 2009 às 19:58



mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
17
19

20
21
24
25
26

27
28


Últ. comentários
Olá:Há poucos anos atrás encontrei um pardalinho, ...
http://reflexoes-masculinas.blogspot.com.br/2011/1...
The man is a Piece of Shit! How he ever became a ...
nos achamos um pardal telhado e nao sabemos o que ...
Uma carta escrita por uma mulher extremamente inte...
Quando assistia a reportagem da Estela no JO eu ja...
Bom dia:Gabriel, diga-me por favor, quantas doença...
Tem todo o direito ao seu protesto mas deveria pen...
Olá, sou brasileiro e estou no intuito apenas de c...
Obrigado por nos deixar deliciar a viagem e os chi...
arquivos