Ando por aí, por esse mundo imenso, de folha em folha...
Terça-feira, 25 de Agosto de 2009

Hoje ouvi na TV a seguinte afirmação:

 

"A melhor inveja é a que se converte em ambição"

 

No contexto da conversa em que foi proferida o seu sentido era positivo. Fiquei intrigada... Será?  Aceitam-se sugestões, minhas amigas...

 

Vejamos os sinónimos na Wikipédia: 

 

Inveja é o desejo por atributos, posses, status, habilidades de outra pessoa gerando um sentimento tão grande de egocentrismo que renegue as virtudes alheias, somente acentuando os defeitos. Não é necessariamente associada a um objecto: sua característica mais típica é a comparação desfavorável do status de uma pessoa em relação a outra.

...

Entretanto, a inveja não é uma característica intrínseca do gênero humano ela é fruto do egoísmo, em uma sociedade concorrencial.

...  ...

Numa outra perspectiva, a inveja também pode ser definida como uma vontade frustrada de possuir os atributos ou qualidades de um outro ser, pois aquele que deseja tais virtudes é incapaz de alcançá-la, seja pela incompetência e limitação física, seja pela intelectual.

 

Ambição é um desejo ganancioso específico que a pessoa ambiciosa tem por algo grande e planeja conquistar.

_______________________________________________

 

Para mim a inveja é um sentimento sempre negativo enquanto desejo egocêntrico e frustrado por qualquer coisa.

 

Por outro lado ambição é um sentimento com vários pesos e medidas. Pouca ambição é mau, QB de ambição é óptimo, mas acima deste limite qual é a deadline aceitável? Como pode aquela afirmação ter um sentido totalmente positivo?

 

Hoje não consigo pensar mais nada...

 

 

 

publicado por mariadoscaracois às 17:25
sinto-me: indecisa
tags:

A INVEJA, PARA MIM, É UM SENTIMENTO "ABERRANTE", DESTRUTIVO, QUE INCOMODA E QUE DESTESTO PESSOAS INVEJOSAS!! Infelizmente fui vítima dum sentimento desses, e também infelizmente conheço pessoas dessas! Não, é um sentimento que se pode tornar tão perverso que me afasto paulatinamente delas...e mesmo assim........

2009/8/26 Maria Camara
mariadoscaracois a 26 de Agosto de 2009 às 11:08

Oá Maria dos Caracóis,
o comentário que me apetece fazer relativamente á afirmação acima transcrita é o seguinte: será que é preciso sentir inveja do que quer que seja ou de quem quer que seja, para que alguém ganhe ambição na vida? não será isso uma pobreza de espirito? será que existem pessoas que só dão passos em frente depois de terem esse tipo de sentimento? e não será que por vezes os própios conceito de cruzam e confundem?
anónimo a 26 de Agosto de 2009 às 16:16

É com discussões assim que se iluminam e alimentam os "miolos".
Mais uma vez os meus ficaram a "ruminar"...
Obrg. pela achega.
Volte sempre!

Olá uma vez mais Maria dos Caracóis,
voltarei sempre e com muito prazer porque gosto de uma boa conversa e de ter pessoas "á volta" que possam incentivar-nos a escrever e expormos o que nos vai por dentro e o que sentimos relativamente a diversos temas ou assuntos .
Esta troca de ideias, conceitos, definições poderá levar-nos a um sem fim de opiniões acerca da condição humana; o que é saudavél, o que é correcto, o que é aconselhavel,o que é socialmente aceitavel, o que deixamos de transmitir em nome de uma decência cada vez mais decadente, o que deveremos transmitir em nome dessa decência, enfim,um sem numero de perguntas e sentimentos cada vez mais raros e escondidos.
Deixo-lhe apenas umas perguntas pertinentes:
consegue dizer-me o que somos hoje em dia?
até que ponto é que a sociedade nos "obriga" a transformar?
seremos tão vulneráveis a esse ponto?
é auto-defesa?
e para finalizar já notou que estes tipos de sentimentos são transversais a todas as classes sociais?
porque será?
resto de bom dia para si e até breve
anónimo a 27 de Agosto de 2009 às 19:05

Carissimo comentador

Acho a sua ideia genial. Como tal farei um post próprio. Pode ser?

Já tenho os miolos a ferver....

Estou de acordo consigo...acho que a inveja não tem nada a ver com a ambição.
Como tenho exemplos na família (sad) ambição facilmente se pode transformar em GANÂNCIA!!!!! no entanto concordo com a caracoleta de que é necessário qb para se fazer alguma coisa na vida, E CONTRA MIM FALO!!!!!

Há largos anos, e nunca esqueci esta conversa com a minha sogra de quem gostava muito....e ela de mim! (Pasmo?). Estávamos na Beira, e pela tarde passeávamos por uma quinta que eles tinham, linda de morrer....com o rio a passar lá em baixo....mas completamente abandonada. O que ela queria fazer ali era uma casa "Mãe" e um bungalow para cada filho. Altri tempi.....pois não. O meu sogro dizia " pois se já temos este casarão para quê fazer isso???" E lembro-me de ela me dizer "Sabes filha, o defeito do pai ......é ser um homem sem ambições e sem um mínimo de ambição não se faz nada na vida!!!!" Talvez porque a vida lhe corria fácil.... porque se fosse difícil fazia qualquer coisa dali....nem que replantasse a vinha.... frutos... eu sei lá...dava pano para mangas! Por isso digo que é necessária um pouquinho de ambiçao, pelo menos para melhorar o que se tem, sem atropelar outros, sem ser "sacana" - pardon my french!!!!!
antinha a 27 de Agosto de 2009 às 17:03

De facto entre o bem e o mal existem conceitos que podem tornar-se preconceitos. Penso que invejar é gostar de ter…desejar, não me parece mal,... só se tornar uma obsessão, aí sim, não será nada saudável!!!
teresa macedo a 26 de Agosto de 2009 às 19:26

O seu comentário pode levar-nos longe... Ao conceito de bem-comum...
Mas isso são outros quinhentos...

Agora situo a reflexão na inveja versus ambição e na detecção das suas eventuais fronteiras saudáveis...

Agora sobre o bem e o mal!!! Ah!ah!ah! Tu já reparaste que mesmo entre 5 ou 6 pessoas poucas estão de acordo do que ´BEM e do que é MAL???????
E nós, tias de rabo pelado como os macacos, temos exemplos flagrantes bem perto de nós!!!!

Eu penso que o conceito do Bem e do Mal está dentro de cada um, da educação que tivemos e os exemplos que vimos enquanto crianças! Perdão.... não é bem assim, porque conheço casos nos quais a educação foi igual e os "rebentos" saíram diferentes. Uns gananciosos.... outros que não ligavam nada de nada a nada!!!!! (apetece dizer...quem nada não se afoga"...

Agora, dentro do chamado Mal existe a "PERVERSIDADE" e isso aí ha!ah! o caso muda de figura! Não sei que KARMA é o meu, mas também me saiu uma coisa dessas na rifa!!!

Aí... sinto-me totalmente perdida!!! Se eu não sei lidar com a maldade pura e crua...limito-me a afastar-me.... com uma pessoa perversa... vem o instinto milenar à tona.... e apetece-me matar. É horrível dizer isto, mas é a verdade. Essas pessoas não deveriam ter o direito de viver. Assim...matar. Lei de Talião "olho por olho...dente por dente"!!! E mais não digo porque me devem achar uma pessoa horrível....mas não sou... juro mesmo!!!! Antinha
antinha a 27 de Agosto de 2009 às 17:25

Eu não referi linearmente o BEM e o MAL mas sim o BEM-COMUM! E aí muita reflexão há a fazer... Em traços muito ligeiros o bem comum consiste no conjunto de todas as condições de vida social que favoreçam o desenvolvimento integral da personalidade humana.

Quanto aos desvarios de "olho por olho...dente por dente", só quem te conhece sabe a garganta que por aí vai... São dós de peito... É da ópera...

Parece-me que não devemos confundir inveja com desejo.

Desejar qq coisa...
e/ou
invejar qq coisa...

Independentemente da quantidade, têm peso ético igual? Para mim não.

Queridíssimas e instruídissimas blogueanas.
Estou realmente surpresa pelo tom e palavras elevadas que o tema mereceu ... A INVEJA ...
É um dos pecados mortais não é? Já a ambição não é pois não?
Por mim que não sou sábia acho que ambição é uma coisa positiva, e não vale dizer que é qb. Tudo na vida tem que ser qb, quando não estaríamos em situações
extremas - para o "bem" e para o "mal". Quanto á inveja na minha pouco douta opinião, ela não é senão o resultado da falta de imaginação, da preguiça mental em seguir uma ideia(s) - outra idieia - de pô-la em prática - a tal outra ideia - e é tão mais simples não fazer nada e ter inveja, não acham? A mãe do Luís XIII dizia que a ociosidade era a mãe de todos os vícios. Eu diria que a falta de imaginação e de raciocínio levam à insegurança e essa sim é que é a mãe de todos os vícios. Agora fala.se de inveja, mas poder-se-ia falar de ciúme p.ex. Vai dar ao mesmo. Felizmente não tenha nada de especial para que as pessoas tenham inveja ou ciúme de mim. Graças ao Pai do Céu ou como diria uma amiga minha que vive às vezes pelos Brasis graças a Oxalá. Ou será Oxum?
PS: Devo confessar que às vezes tenho/sinto um bocado de inveja da sorte de certas pessoas que têm muiiiiiiiiiiito dinheiro. Dava-me tanto geito ter só um bocadinho. Também não me parece que estaja condenada ao inferno por este piqueno defeito meu. Beijos e queijos. Ximximpa
ximximpa a 28 de Agosto de 2009 às 16:03

Vai de férias para P.Santo, rapariga.
Fala com a areia.
Respira sal.
Transpira água salgada.
Lê e pinta com imaginação.
Vê o pôr do sol e o azul celeste.
Come bolo do caco.
Bebe sumo de maracujá.
Dorme.
Não peques!!!!

Já agora para relembrar:

os 7 Pecados Mortais - gula, luxúria, ganância, preguiça, vaidade, inveja e ira.

e as 7 virtudes - Modéstia; Reconhecimento; Compaixão; Proactividade; Generosidade; Moderação; Equilíbrio.

e os 10 Mandamentos - Adorar a Deus e amá-lo sobre todas as coisas; Não invocar o santo nome de Deus em vão; Santificar os Domingos e festas de guarda; Honrar pai e mãe; Não matar; Guardar castidade nas palavras e nas obras; Não furtar; Não levantar falsos testemunhos; Guardar castidade nos pensamentos e nos desejos; Não cobiçar as coisas alheias.


Qual é a CoR da inveja, qual é a COr da ambição!...
Um abraço da Roxa
ROXA a 31 de Agosto de 2009 às 20:21

Serão eventualmente todas mes a côr BRANCA!!!!
Ou não?
Que sei eu de cores....NADA!
Mas diga V.Exa. a que cores correspondem os conceitos...

Considerando as cores como luz, a cor branca resulta da sobreposição de todas as cores, enquanto o preto é a ausência de luz. Uma luz branca pode ser decomposta em todas as cores (o espectro) por meio de um prisma. Na natureza, esta decomposição origina um arco-íris.

Um abraço branco d' Roxa
Anónimo a 31 de Agosto de 2009 às 22:11

Um mesmo comprimento de onda pode ser percebido diferentemente por diferentes pessoas, ou seja, cor é um fenômeno subjectivo e individual.

A principal objecção de Goethe a Newton era de que a luz branca não podia ser constituída por cores, cada uma delas mais escura que o branco. Assim ele defendia a idéia das cores seriam resultado da interação da luz com a "não luz" ou a escuridão.

Deve ser interessante para si ver o
http://www.abra.com.br/index.php?p=ofiver&id=129



mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
19
20
21
22

23
26
27
29

30
31


Últ. comentários
Olá:Há poucos anos atrás encontrei um pardalinho, ...
http://reflexoes-masculinas.blogspot.com.br/2011/1...
The man is a Piece of Shit! How he ever became a ...
nos achamos um pardal telhado e nao sabemos o que ...
Uma carta escrita por uma mulher extremamente inte...
Quando assistia a reportagem da Estela no JO eu ja...
Bom dia:Gabriel, diga-me por favor, quantas doença...
Tem todo o direito ao seu protesto mas deveria pen...
Olá, sou brasileiro e estou no intuito apenas de c...
Obrigado por nos deixar deliciar a viagem e os chi...
arquivos